VILA NOVA DA BARQUINHA

A localização estratégica da região cedo foi reconhecida pelos invasores romanos e árabes, atribuindo-se a estes dois povos a possível origem do castelo de Almourol, fortaleza defensiva edificada num ilhéu do rio Tejo que D. Gualdim Pais viria a reconstruir após a reconquista cristã.
Os mouros foram derrotados pelas tropas de D. Afonso Henriques no ano de 1129, o território passou então a integrar o reino português até à sua doação à Ordem do Templo (1169).
A história do concelho da Barquinha é, inevitavelmente,a história do Tejo: o comércio marítimo e a pesca de sobrevivência. A importância do Tejo nas rotas comerciais e comunicacionais fortaleceu-se e foi reconhecida durante o domínio filipino com a realização de obras profundas no leito do rio que favoreciam as condições de navegabilidade e a ligação com Espanha (século XVII), bem como pela construção de um porto fluvial num aglomerado ribeirinho denominado “Barca” devido ao declínio de Tancos (XVIII).
Este singelo local com barca de passagem para a margem esquerda do rio, que a partir de 1771 se chamou Barquinha.
Vila Nova da Barquinha situa-se a 17km de Torres Novas.

Pontos de interesse:
Castelo de Almourol
Museu Etnográfico 21
Museu de Engenharia
Museu das Tropas Aerotransportadoras
Parque de Escultura Contemporânea Almourol
Centro de Interpretação de Arqueologia do Alto Ribatejo
Praça de Touros
Igreja Matriz de Tancos
Igreja Matriz de Atalaia
Centro Integrado de Educação em Ciências

Atividades de Aventura:
Clube Náutico Barquinhense
– Canoagem, Rafting, Paintball, Rappel, Slide;
Pára Clube Nacional “Os Bóinas Verdes” – Pára-quedismo, Balonismo, Equitação, Mergulho;
Grupo de Cicloturismo Barquinhense – Cicloturismo, BTT.

TOP